segunda-feira, 19 de julho de 2010

Covardia, minha nova melhor amiga .

Já fazem dois dias que não tenho notícias dele, que não troco um e-mail com ele . Dois dias que escolhi que fugir seria melhor que ficar e ver o que ia acontecer . Dois dias que passaram como uma eternidade .
Todas as pessoas que conheço me dizem que fugir dos meus problemas não vai adiantar nada, que só vou agravar as coisas . Como se elas entendessem o que está acontecendo ! As coisas já estão ruins, e somente uma coisa poderia torná-las piores ainda . E é exatamente isso que aconteceria se eu ficasse . Então, será mesmo que o certo seria ficar ?
Eu sei que um dia ele vai descobrir todas as coisas que escondi por todo esse tempo . Minhas mentiras já estavam quase indo por água abaixo, não havia mais muitas coisas segurando-as . Minha máscara vai cair, um dia . Sei que vai . Mas prefiro já estar bem longe dele nesse momento . Podem encarar isso como um ato de covardia, pois é . Tenho medo das coisas que ele pode fazer se descobrir, medo das suas palavras, que irão me ferir e me matar lentamente . Não aguentaria isso, apesar de saber que mereço . Não aguentaria ouvi-lo dizer que me odeia, que fui a pior coisa que aconteceu em sua vida, que em momento nenhum tive coragem para assumir minha verdades . Já me dói saber que ele diria isso, pelo simples fato de querer me ferir do mesmo modo que eu o feri .
Acho que já estou sofrendo demais tendo que me distanciar definitivamente dele, não preciso mais pagar muitas coisas .

Nenhum comentário:

Postar um comentário